domingo, 19 de março de 2017

Uma Bela nostalgia da Disney que é muito Fera

Foto-cena reprodução: Google

Sobre a Bela e a Fera (1991) começo dizendo que SIM, este sempre foi o meu filme da Disney favorito; SIM, esta sempre foi a mais bela história da Disney; e SIM, ela nunca será superada por nenhuma outra!

Vale lembrar que a Bela e a Fera foi a primeira animação na história do Oscar a ser indicada para a categoria de Melhor Filme.

Bom, passados 26 anos a Disney me fez ir as lágrimas no cinema com o seu mais bem feito Live-Action, e dificilmente algum outro irá superar esta obra prima (mesmo que eu ainda esteja esperando ansiosamente por Aladim e O Rei Leão).

Sobre o filme? Impecável! Um vislumbre aos olhos e uma emoção ao mesmo tempo saudosista e surpreendente ao coração.

A fotografia te leva para dentro da história, de cada cena e de cada momento - lindíssima!

A trilha sonora e as canções? Extremamente fiéis! Sim, eu cantei praticamente todas as músicas e só lamentei a ausência de Ser Humano Outra Vez.

A direção de arte, o figurino, o cabelo e a maquiagem merecem o Oscar 2018 - e não há discussão!

Os efeitos especiais? Tornam a história real e dão vida a uma Fera muito, mas muito bem feita e também aos demais personagens tão especiais desta obra prima, com destaque para meu personagem favorito: o Lumière! E que felicidade ver o que fizeram com Be Our Guest.

Ewan McGregor faz o meu amado Lumière com o mesmo carisma e encanto da película de 1991. Ele é lindo, lindo e lindo! Obrigado aos produtores e ao Ewan McGregor por dar vida a este candelabro tão encantador, sonhador, persistente e determinado! Sempre pensei que se eu fosse uma personagem deste filme, eu seria ele.

E por fim ela, minha tão especial Emma Watson. Bom, ela sempre vai ser a Hermione e não a Bela, mas ela dá conta do recado! Não é a sua melhor atuação (prefiro vê-la em Hogwarts), mas ela me fez reviver a Bela que assisti tantas e tantas vezes na minha infância.

Mas como assim então Peterson? Ela está mal no filme? Não! Pelo contrário, ela se saiu muito bem. O que acontece que é a Emma Watson é uma mulher poderosa que torna a delicada e sonhadora (ainda que dedicada e decidida) Bela de 1991 em uma Bela de 2017 do seu tempo: forte, destemida, corajosa e de personalidade forte! Há quem goste, há quem não. Da minha parte? APROVADA! Eu amei, e amei ainda mais porque foi ela, porque sim eu sou fã dela e fim de papo!

A Bela e a Fera de 2017 me fez sair do cinema extasiado, de olhos mais do que marejados (Risos), feliz, embasbacado, emocionado, saudosista e muito, mas muito satisfeito.

Não foi ver ainda? O que está esperando então? E quando for me chama, pois vou novamente!



 Trailer legendado do filme A Bela e a Fera

Peterson de Santis Silva, 29 anos
reside em Agudos e 
é administrador 

Nenhum comentário:

Postar um comentário