quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Poematizando: Entre na roda do Cibersamba

Imagem reprodução: Google

Muito prazer meu bem, entre na roda desse meu samba...
              Entre nessa roda cibernética meu bem!! 
 Não se desconecte-se dessa rodinha, meu irmão,
                 Offline aqui nessa não têm vez!!!
          Esse Cibersamba é meu, é seu e de mais quem conectar,
                 Não desista, meu bem;
                            Essa roda não pode parar,
                                 Estamos de portas abertas pra todos, meu bem;
                                      Minas e Manos, velhos e crianças...
                                              Entre nessa roda meu irmão,
                                                             Não saia daqui não;
                                           A roda da felicidade, é essa a nossa,
                                               Entre e se apaixone, por essa eterna roda cibermusical; 
                   Entre na roda do Cibersamba,
                   Permita-me acompanhar nessa incrível dança cibernética!!!



Victor Hugo Cavalcante é jornalista, 
metido a escritor, tem 22 anos, 
e é o responsável principal 
pelo blog Jornal Folkcomunicação



Nenhum comentário:

Postar um comentário