sábado, 8 de fevereiro de 2014

Caesar Comenta: A segunda crucificação de Jesus

Não, apesar do titulo beirar á religião, não pretendo discutir religiosidades, por mais falaciosas que elas sejam.
Pretendo discutir sobre um assunto que ultimamente tá dando o que falar nas redes sociais, a agressão e prisão de um adolescente negro em um poste, e detalhe ele estava nu.
Afinal, só porque o ladrãozinho era um pobre negro, eu tenho o direito de sentir dó?
Oras, nunca fui de fazer segregação, ainda mais racial, por mim poderia ser negro, pardo, branco ou até roxo que estaria escrevendo a mesma coisa.
Oras, tá com peninha do "Pobrezinho" leve ele pra casa...
Mais falácias, pois é claro que eu enquanto cidadão de bem nunca que iria estabelecer contatos extremos com um criminoso, não enquanto ele ainda não ter pagado pelo seus crimes.
Oras, a justiça não é falha? Então que façamos justiça com as próprias mãos...
A justiça realmente é falha, e segregacionista, porém nunca que faria justiça com as próprias mãos, mesmo se matassem meu velho e querido pai...
E porque, diabos eu falo isso?
 Voltemos agora, ao titulo do artigo aqui escrito: "A segunda Crucificação de Jesus"
Oras, mas que blasfêmia, comparar um Santo Homem com um marginalzinho desses...
Isto é uma BLASFÊMIA
Oras, Jesus para nós realmente pode ser considerado como santo, aliás Cristo é santo (Não entrarei em detalhes espirituais, pois não tenho o minimo conhecimento e direito sobre tal), mas será que para os Romanos antigamente ele era considerado como Santo, assim como era para os Judeus? Ou seria apenas mais um "negrinho" vandalizando geral as antigas leis? Sim ele errou segundo as leis romanas, mas se o mesmo foi vitima de um julgamento (se é assim que pode ser chamado) clamoroso de cidadães que quiseram crucifica-lo, e mesmo assim tempos depois nós ainda se arrependemos pelo pecado de gula da "justiça", porque não comparar um negro ladrão e miserável, tão vitima da circunstância quanto Jesus, com o próprio Messias?
Mas, de que circunstâncias esse adolescente preso e espancado foi vitima?
De um justiça cada vez mais segregacionista e falha, e de um mundo cão, onde infelizmente não só o policial, mas também o cidadão comum e favelado, como diz o Capitão Nascimento no filme Tropa de Elite, Ou se corrompe (e parte pra violência) se omite (e se aliena através da TV ou religião), ou vai pra guerra (Tentar vencer na vida).

Oras, mas o povo teima em querer libertar os verdadeiros culpados do país estar indo prum brejo, de violências, e revoltas como essa que vêm surgindo á cada cidadão de bem morto ou assaltado.
Os verdadeiros Barrabás seriam os políticos corruptos, que acabam com a chance do Pobre homem, coitado, ter uma motivação a mais, através de cultura e educação. E no fim acabar com o País...
Um País que por estarem cansados de tanta violência e (IN)justiças, estão dando razões as barbaridades como essas que aconteceu com o adolescente.

Dois culpados, um liberto qual será? A escolha é tua

Nenhum comentário:

Postar um comentário